Juntos fazemos o bem!

AEBVB

Mensagem - Agosto/2013

Caro irmão,

 

Li em um boletim da APEC, que quando Sócrates, o filósofo, voltava para Atenas, sempre perguntava: Onde estão as crianças?

- Por que perguntas pelas crianças?

- Porque o futuro de Atenas depende dessas crianças, dizia ele.

ONDE ESTÃO AS NOSSAS CRIANÇAS? Filhos, sobrinhos, netos? O que estão ouvindo em casa? Ouvem a Bíblia? Participam de orações no lar? O papai e a mamãe estão muito ocupados, e não têm tempo para eles? Lembro-me da história do garoto que falou ao seu papai, quando este estava chegando em casa à tarde, cansado, nervoso, sem vontade de conversar. O garoto foi direto:

- Papai, quanto o senhor ganha por uma hora de trabalho?

O pai, com um gesto estranho, lhe respondeu com brutalidade:

- Filho, essas coisas eu não digo nem à sua mãe; não me aborreça, estou muito cansado do trabalho.

Mas o menino insistiu: - Papai, por favor me diga quanto o senhor ganha por uma hora de trabalho.

Para se ver livre do filho, o pai responde: - Ganho 10 reais por hora.

Então, o filho lhe pede: - Papai, o senhor pode me emprestar 5 reais?

O homem, sem saber o que fazer, cansado e nervoso como estava, lhe diz de forma mais grosseira ainda:

- Por que você quer saber quanto ganho por hora? Vá imediatamente para a cama. Você já deveria estar dormindo, em vez de estar aqui me perturbando.

O garoto foi para o quarto e se deitou em sua cama, muito triste. Depois de algum tempo, o pai, num lapso de arrependimento, pensou um pouco no que havia acontecido. Sentiu-se mal. Afinal, restavam poucos dias para o Natal, e quem sabe o filho gostaria de comprar alguma coisa. Sem saber o que fazer, foi ao quarto, e com voz branda perguntou: Filho, você já está dormindo?

- Não, papai, respondeu a criança.

- Escuta, filho, estou trazendo os cinco reais que me pediu. Estão aqui.

O garoto pegou a nota de cinco reais, e imediatamente colocou a mãozinha debaixo do travesseiro, de onde retirou cinco notas de um real. Então disse ao pai:

- Papai, agora estou muito contente. Por fim, tenho os dez reais que eu queria.

- Mas para que você queria dez reais?

O filho ajeitou as notas bem direitinho, dobrou-as, e estendeu a mão em direção ao pai, enquanto dizia:

- Papai, o senhor pode agora me dedicar uma hora da sua vida?

ONDE ESTÃO AS CRIANÇAS E ADOLESCENTES DO NOSSO BAIRRO, DA NOSSA CIDADE E DO NOSSO BRASIL? O futuro da nossa nação dependerá deles. Quem são seus professores? Que tipo de educação moral e espiritual estão recebendo?

E AS CRIANÇAS  E ADOLESCENTES SEM FAMÍLIA, SEM PAIS, SEM TIOS E SEM AVÓS? Aquelas que estão em situação de risco social. Quem está cuidando delas?

Uma família, uma igreja, uma cidade, que não protege as suas crianças, adolescentes não tem esperança.

Por isso, devemos refletir uma vez mais na pergunta de Sócrates: ONDE ESTÃO AS CRIANÇAS?

Quando Jesus tomou as crianças nos braços e as abençoou, Ele estava querendo nos dizer que elas são muito importantes, e que nós devemos cuidar muito bem delas.

Que possamos ter a mesma atitude que Jesus teve com relação às crianças.

 

Pastor Jonathan

 

Ps. A AEBVB acolhe crianças e adolescentes em situação de risco social.  Continue colaborando para que a AEBVB ajude estas crianças e adolescentes a se tornarem cidadãos dignos e participativos na sociedade.