Juntos fazemos o bem!

AEBVB

Carta do mês - Novembro 2016

Irmão, 

 

Em meio a tanta corrupção, assaltos, roubos, mentiras, insatisfação e tristezas, é bom saber que nem tudo está perdido. Há coisas boas acontecendo ao nosso derredor.

 

Melhor ainda quando   somos parte dessas coisas positivas e alegres. Você faz parte da história que vem a seguir. Peço-lhe que gaste uns minutos para ler, para refletir e para orar.

 

É a história de uma garota chamada Jane. Ela vem de um lar onde tanto a mãe como o pai têm problema com drogas e álcool.  A Jane chegou na Creche Gotinhas de Vida, em Araçariguama, com dois anos de idade.  Quando ainda bebê, sua casa pegou fogo e ela sobreviveu com algumas queimaduras. Depois dela também seu irmãozinho veio para a creche. Hoje ela tem cinco anos e ele três anos e meio.

Há uma coisa muito especial na Jane. É que, embora já tenha passado por tanto sofrimento, ela é uma criança alegre. Ela ama o ambiente da creche. Está na segunda fase e tem ótimo relacionamento com as professoras e os coleguinhas da sala.

No início deste ano, sua família foi despejada e ficou sem moradia, perambulando pela cidade. O pessoal da creche orou muito por sua família, e felizmente eles encontraram um lugar para morar.

A violência e as agressões no lar têm sido presenciadas por ela e pelo irmãozinho. Os professores têm conversado com essas crianças para entender melhor os seus sentimentos. E oram por um milagre de Deus na vida deles. Parece que a cada situação difícil, Jane renasce das cinzas. Na verdade, ela é uma criança simpática, sorridente, que expressa felicidade apesar de tudo.

Mas uma vez a Jane ficou muito abatida. Foi com a possibilidade de não vir mais para a creche. Nesta ocasião, o Conselho Tutelar orientou os pais a irem morar perto da família da mãe, para que tivessem mais segurança.  Eles foram, mas ficaram somente uma semana. As dificuldades de convivência com a família, os fizeram voltar. 

Para a alegria de todos, mais recentemente a mãe conseguiu um emprego, o que deixa a família   em uma situação um pouco melhor. Deus seja louvado!

Dia três de dezembro é a formatura da Jane e ela vai embora da Creche. Oramos para que o amor que ela recebeu enquanto esteve conosco, e a confiança que adquiriu em Jesus, dê a ela condições para vencer as próximas etapas da sua vida.

Sim, você faz parte das coisas boas que têm acontecido com a Jane enquanto ela está conosco, pois é com suas contribuições, o seu amor e o seu interesse, que tem sido possível ao Vale da Benção fazer todo esse trabalho.

E, como você sabe, a creche é apenas um dos programas do Vale da Benção, para atendimento de crianças, adolescentes e famílias. Na creche mantemos em torno de 120 crianças. No Arte e Vida 160, no Vou Vencer – Adolescente Aprendiz 130, na Casa Nova Vida – Programa de Acolhimento 20, no Ler para Transformar 950, no Programa de Acolhimento à Famílias Refugiadas 3, no Serviço de Assistência Social à Família em Perús, 850 famílias na comunidade.

Pedimos que você continue a fazer parte de histórias como a da Jane. Muitas outras crianças e adolescentes que atendemos têm história similar à essa garota especial. Às vezes histórias piores. Mas de alguma maneira eles ficam marcados pelo amor de Deus, que sempre fazemos esforço para expressar.

Mas tenho uma pergunta: Será que entre os leitores desta carta, surgirá alguém que tenha condições financeiras para continuar a ajudar a Jane e ajudar a sua família? Quem sabe, alguém irá agir para que a Jane continue sendo sempre a garota simpática, sorridente, que expressa felicidade, apesar de tudo.

No amor do Pai. 

 

Pastor Jonathan